27 fevereiro 2012

Homens, e datas!

     Dizer que os homens não se lembram de datas é, no mínimo, hipocrisia ou desconhecimento. Falsidade que quem se baseia nesse ‘mito’ pra se justificar frente às mancadas que comente, ou ingenuidade de quem acredita em tamanha baboseira. Enfim, nós lembramos das datas, quando são realmente importantes.Declaração de Amor!

     Ficou com uma pulga atrás da orelha? Que pena, pois é verdade. Quase todos os homens, por deslize de memória, acabam pecando na data de comemoração do primeiro mês de namoro, do aniversário da moça, ou, pasmem, do aniversário de casamento; e, para se justificar, em meio àquela retórica que só fazemos quando precisamos nos defender, utilizamos da famosa: “É que homem esquece, querida!”.

     Essa frase, ou as ramificações dela, já se tornaram tão batidas que de tão repetidas já são encaradas como verdade. E, não são. Quando a data é realmente importante pra qualquer pessoa, independente do sexo, ela a lembrará, e, ansiosa por ela, irá comemorar de alguma forma. Afinal de contas, quantos homens esquecem a data do aniversário do filho, por exemplo? Existem, mas são poucos.

     Portanto, quando um cara lembra-se da data do primeiro beijo de vocês, ou Casais: Datas são importantes!quando ele mesmo faz questão de comemorar o primeiro mês de namoro, isso significa, pelo menos, que você e aquela data são tão importantes pra ele, que a própria memória, falha ou não, fez questão de manter acesa.

     E se se faz acesa a memória, a ansiedade e forma mágica como se pensa, é por que o relacionamento está bem e está funcionando como deveria. Que tudo está, com vocês, indo bem e que ele realmente merece o reconhecimento de, no mínimo, não ser daquela maioria que se preocupa e se dedica mais em arrumar uma boa desculpa, do que evitá-la.

Saudações, erráticos! Postagens agora às segundas, quartas e sextas. Abraços! :D

Comentário para alguém, ou ninguém:
Eu, por exemplo, lembro exatamente do dia, da parte do dia, de onde e de como foi o nosso primeiro beijo e espero, ansioso, que a data em que completará um ano, chegue logo, para que, assim, possa te beijar de novo, e de novo, e de novo... Eu te amo, e você sabe. Não sabe?

1 comentários:

Carlos Frederico Costa Pinto disse...

Tenho essa de esquecer datas importantes. Os aniversários dos meus saudosímos pais é um trauma que carrego até hoje aos 68 anos.Data de casamento, esposa e filhos tenho na memória completos, incluindo o ano. Já para os aniversários dos amaríssimos netos e netas, não tem forma de gravar. O que é mais grave é os mais novos costumam recorrer a mim para lembrar coisas. De certa forma compreendo o meu caso. Recordo de eventos dos quais participei presencialmente e ativamente.

Postar um comentário

 
;